Após ataque a fiscal do Rio de Janeiro, mulher é demitida da empresa em que trabalhava

Segunda, 06 de Julho de 2020 - Geral - Visualizações: 575

Foto: Reprodução / G1

A mulher que atacou um fiscal da prefeitura do Rio de Janeiro, durante matéria divulgada no último domingo (5) pelo Fantástico, foi demitida nesta segunda-feira (6) da empresa em que trabalhava, de acordo com o portal G1.

O funcionário atacado foi o superintendente de Inovação, Pesquisa e Educação em Vigilância Sanitária, Fiscalização e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio de Janeiro, Flávio Graça. “Cidadão não, engenheiro civil, formado, melhor do que você”, disse a agora desempregada, cujo nome não divulgado, durante gravação da reportagem, que denunciava as aglomerações em bares da capital do Rio, no último final de semana.

O G1 entrou em contato com a mulher, mas ela não atendeu as ligações.

Em nota, a Taesa, empresa privada do setor de energia na qual ela trabalhava, reprovou o comportamento da ex-colaboradora. 

“A TAESA tomou conhecimento do envolvimento de uma de suas empregadas em um caso de desrespeito às leis que visam reduzir o risco de contágio pelo novo coronavírus e compartilha a indignação da sociedade em relação a este lamentável episódio, sobretudo em um momento no qual o número de casos da doença segue em alta no Brasil e no mundo”, afirmou o comunicado.

Compartilhe
facebook - twitter - gplus - pinterest WhatsApp