Jaguarari compõe delegação baiana em Conferência Nacional

  

Pela primeira vez município participa de evento nacional sobre a garantia dos direitos de assistência social no País.

 Jaguarari – A situação da política de assistência social e seus avanços no País foram discutidos na última semana em Brasília, durante a 11ª Conferência Nacional de Assistência Social, que reuniu 1.2216 delegados de todos os estados brasileiros entre os dias 5 e 8 de dezembro. Esse ano, pela primeira vez Jaguarari teve uma representante escolhida para compor a delegação baiana na luta pela garantia dos direitos socioassistenciais no Brasil. Responsável pela direção da Proteção Social Básica do município, e presidente do Conselho Municipal de Assistência Social de Jaguarari, Sinderlândia Duarte Lima foi eleita durante a Conferência Estadual para representar a Bahia no encontro nacional. “É um grande passo, pois é a primeira vez que o nosso município participa de uma Conferência Nacional. Isso demonstra que em menos de um ano de gestão pudemos entender e absorver os anseios dos usuários e trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social”, destaca Sinderlândia.

A Conferência Nacional é a culminância das etapas municipais e estaduais, onde foram elaboradas propostas para inclusão na Política Nacional de Assistência Social – PNAS. Na plenária final da Conferência Nacional, realizada na última sexta-feira (8) foram aprovadas 20 deliberações de responsabilidade da União, que serão publicadas no Diário Oficial. “Muito importante termos um representante na Conferência Nacional para garantir que as deliberações da Conferência Municipal de Assistência Social sejam amplamente socializadas, devolvendo assim metodologia de acompanhamento e monitoramento para alcançarmos avanços do SUAS em nosso município”, avalia a secretária municipal de assistência social de Jaguarari, Núbia Requião.

Com a recém-aprovada reforma trabalhista, muitos direitos e garantias dos trabalhadores e usuários do Sistema Único de Assistência Social ficaram ameaçados. “Por isso, a garantia dos direitos e o fortalecimento do SUAS precisa ser discutido diante dessa nova realidade”, frisa Sinderlândia.

O encontro nacional também serviu de avaliação de como as Políticas Nacionais de Assistência Social estão sendo aplicadas por Estados e Municípios e quais as principais dificuldades encontradas nesse processo. “Foi um momento para avaliarmos se a gestão compartilhada tem sido cumprida e assumida como política pública, com responsabilidade, por todos os entes públicos envolvidos. Com o objetivo maior de consolidar o Sistema Único de Assistência Social e garantir a aplicação dos direitos socioassistenciais”, conclui.

  FONTE: ASCOM – Prefeitura Municipal de Jaguarari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *