Mãe recusa enterro da filha por acreditar que jovem ainda está viva

Uma mãe, de 48 anos, se recusa a enterrar a filha considerada como morta há dois dias na cidade de Rio Largo, Região Metropolitana de Maceió. A Polícia Civil investiga o caso.

Segundo informações do portal de notícias do G1, a certidão de óbito aponta que a causa da morte da jovem, de 18 anos, foi uma infecção renal.

De acordo com os parentes de Debora Isis Mendes de Gouveia, a jovem não apresenta rigidez cadavérica, mantém a temperatura corporal e teria respirado no domingo. A polícia precisou ser acionada para cuidar do caso.

A mãe contou que a família tem histórico de catalepsia, distúrbio que faz com que indivíduos fiquem em um estado que pode ser confundido com a morte.

“Com dois anos de idade. Esse problema acontece na família. Quando deu um ataque em mim eu tive uma dor muito forte na perna e eu fiquei assim, só retornei depois de quatro dias. Esse problema está se agravando e vem acontecendo na família”, diz.noticia ao minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *