CBF é multada pela quinta vez por gritos homofóbicos em jogo da seleção

 

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) foi multada pela quinta vez pela Fifa por causa de cantos homofóbicos da torcida durante uma partida da seleção brasileira. O incidente desta vez aconteceu na vitória por 3 a 0 sobre o Chile pela última rodada das eliminatórias, no dia 10 de outubro no Allianz Parque. A punição foi de 10 mil francos suíço (R$ 32,8 mil) e uma advertência. A CBF já havia sido multada pelo mesmo motivo nos jogos contra o Equador (Arena do Grêmio), Paraguai (Itaquerão), Bolívia (Arena das Dunas) e Colômbia (Arena da Amazônia). No total, a entidade já tivera de desembolsar cerca de R$ 292 mil. A entidade passou ilesa de multa por gritos homofóbicos nas partidas contra Venezuela (Castelão), Peru (Fonte Nova), Uruguai (Arena Pernambuco) e Argentina (Mineirão). As ofensas nas cobranças de tiro de meta foram “importadas” do México, que também já foi multado pela Fifa e até ameaçado com perda de pontos. Popularizou-se no Brasil com a participação de equipes mexicanas na Libertadores, a partir dos anos 90. Contra o Chile, o grito de “bicha” direcionado ao goleiro Claudio Bravo foi contido e escutado apenas uma vez. A federação chilena também foi multada nesta partida contra o Brasil também porque seus torcedores entoaram cantos homofóbico. O valor é de 20 mil francos suíços (R$ 65,6 mil). Também houve advertência. (BNews)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *